Warning: ksort() expects parameter 1 to be array, object given in /home/storage/7/f7/4c/disbaixosul/public_html/wp-content/plugins/bbpress/includes/core/template-functions.php on line 316
Trade turístico de Cairu discute as expectativas para o plano de uso da Fortaleza do Morro de São Paulo – IDES

Trade turístico de Cairu discute as expectativas para o plano de uso da Fortaleza do Morro de São Paulo

Trade turístico de Cairu discute as expectativas para o plano de uso da Fortaleza do Morro de São Paulo

Trade turístico de Cairu discute as expectativas para o plano de uso da Fortaleza do Morro de São Paulo

“Eu não quero cansar de admirar Morro de São Paulo, quero passar vendo e admirando mais a cada dia. Às vezes as dificuldades fazem com que você deixe de enxergar as coisas boas, a gente não pode deixar esse tipo de coisa acontecer. É evidente que temos que cuidar dos nossos negócios, mas acima de tudo a preservação, a educação, a conscientização de todos é fundamental”, destacou Carlos Cunha, durante reunião com empresários e comunidade de Cairu, realizada no dia 22 de setembro, na Pousada Sambaz, em Morro de São Paulo.
O IDES, através de uma governança participativa, com investimento do BNDES, já recuperou os 670 metros de muralha em parceria com o Ministério da Cultura, IPHAN, SPU, SETUR e prefeitura de Cairu. Para a segunda etapa será recuperado o Portaló, o Corpo da Guarda e o Forte da Ponta, que servirá de palco para as manifestações culturais da região, como forma de valorização e fortalecimento da cultura local. Além disso, ações de educação patrimonial serão realizadas com o intuito de acender na comunidade o sentimento de pertença àquele patrimônio, para que estes possam cuidar e transmitir essa responsabilidade também aos visitantes.
Na oportunidade, Liliana Leite, Diretora Executiva do IDES, abordou sobre o processo de restauração da Fortaleza do Morro de São Paulo e das propostas de dinamização do espaço: “É um sonho pessoal ver esse patrimônio fantástico sendo valorizado e reconhecido, transformando-se em um ativo gerador de riqueza moral e material para toda região. A nossa responsabilidade institucional consiste em fomentar um modelo de gestão pautado na governança, na eficiência e sustentabilidade. Entendemos que os saberes e fazeres dos atores envolvidos no processo serão capazes de criar um modelo inovador. Consigo enxergar neste espaço o funcionamento de uma usina criativa difusora de boas práticas”.
Durante o encontro foram sugeridas diversas ações promotoras de desenvolvimento e sustentabilidade para todo o arquipélago. Destacando-se a implementação de um Centro de Memória Viva, Exposições temporárias e permanentes das diversas linguagens artísticas e uma loja criativa da produção associada ao turismo, fortalecendo os pequenos empreendedores da agricultura familiar e economia criativa.
Empresários e comunidade local presente se demostraram felizes, cheios de expectativa e dispostos a contribuir com o novo momento: o inicio da segunda etapa de recuperação da fortaleza. “Sou filha de Cairu com muito orgulho, essa identidade jamais eu vou perder. Fico muito feliz profissionalmente, e pessoalmente também, de estar ao lado de pessoas que me ajudam a melhorar tecnicamente e pessoalmente. Fico feliz de agora poder participar, não mais assistindo, mas provocando, correndo atrás e interagindo. É um prazer estar aqui”, declarou Jackeline.

Close