Warning: ksort() expects parameter 1 to be array, object given in /home/storage/7/f7/4c/disbaixosul/public_html/wp-content/plugins/bbpress/includes/core/template-functions.php on line 316
IDES e SEPPIR iniciarão formação em inclusão digital para mulheres da Lagoa Santa – IDES

IDES e SEPPIR iniciarão formação em inclusão digital para mulheres da Lagoa Santa

IDES e SEPPIR iniciarão formação em inclusão digital para mulheres da Lagoa Santa

IDES e SEPPIR iniciarão formação em inclusão digital para mulheres da Lagoa Santa

Foi realizado nesse domingo, 01 de março, na sede da Associação Renascer, na comunidade quilombola de Lagoa Santa (Ituberá), reunião de apresentação do Projeto Inclusão Digital e Cidadania para Mulheres Quilombolas – uma realização do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo da Bahia (IDES), com o patrocínio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR).

Lagoa Santa será a ultima comunidade a ser comtemplada pelo projeto, já que as ações já passaram por Boitaraca (Nilo Peçanha) e estão acontecendo em Orobó (Valença), tendo sido destinado seis meses de formação para cada localidade, com os mesmos conteúdos e uma metodologia que se adapta à realidade local, à identidade cultural da mulher quilombola e com abordagem das temáticas da cidadania da mulher e do quilombo.

Frede Bonfim, professor técnico do projeto, apresentou para a comunidade os conteúdos que serão trabalhados, divididos em módulos: 1. Princípios básicos sobre computador; 2. Programas de produtividade; 3. Segurança e privacidade no computador; 4. Internet e a Word, Wide, Web; 5. Estilo de vida digital e utilização da tecnologia para o desenvolvimento e a conservação da história de cada comunidade.

Ao final de cada módulo, acontecerão Encontros de Cidadania, onde as mulheres poderão compartilhar com toda comunidade os aprendizados e conquistas, assim como, participar de palestras e dialogar sobre temas relacionados ao universo feminino: família, mercado de trabalho, saúde e prevenção, dentre outros.

Mesmo tendo público e prazo de duração definido, o projeto não acaba quando termina. Durante o período de formação uma mulher da comunidade, com aptidão para informática e o ensino, é formada para dar movimento ao laboratório e formar outras pessoas que tenham interesse, inclusive os homens. “Eu fico muito feliz em saber que vocês vão formar alguém daqui para dar continuidade. É assim que tem que ser. Quando faz as coisas da maneira correta, a gente deixa as portas abertas pra virem outra vez. Vocês estão de parabéns”, destacou André da Conceição, líder comunitário, conhecido por todos como Seu Catixa.

As aulas na Lagoa Santa acontecerão no laboratório de informática da comunidade, que fica instalado na sede da associação, sempre às segundas-feiras, pela manhã e tarde, com 25 alunas em cada turma.

Close