Warning: ksort() expects parameter 1 to be array, object given in /home/storage/7/f7/4c/disbaixosul/public_html/wp-content/plugins/bbpress/includes/core/template-functions.php on line 316
Camamu – IDES

Camamu

Camamu

Camamu

Inicialmente habitada pelos índios Macamamus, a cidade originou-se de um povoado fundado em 1561 pelos Jesuítas, com o nome de Nossa Senhora de Conceição Macamamu. Os Jesuítas desenvolveram bastante a agricultura.

A cidade tornou-se importante e chegou ser o maior produtor de farinha de mandioca do Brasil. Rica, ela atraiu a cobiça de piratas e invasores. Em 1624 e 1627 a cidade sofreu vários ataques dos holandeses. Para se proteger de novas invasões, a população obstruiu a passagem para o porto com pedras enormes que ficaram até hoje, obrigando os barcos a ziguezaguear no canal para atingir o porto.

Porto de embarcação para Barra Grande e a Baía de Camamu, a cidade de Camamu está localizada à margem do rio Acaraí em meio a uma área de muito mangue. Antiga cidade colonial, Camamu foi construída em dois andares, como Salvador. Na cidade alta, uma igreja e antigas casas coloniais. Na cidade baixa, o porto e a feira. Para a maioria dos turistas Camamu é apenas um lugar de passagem. Eles preferem se hospedar em Barra Grande ou nas praias da Península de Maraú.

Atrativos:

  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição: Construída em meados do século XX está situada à Praça da Feita.
    Igreja de Nossa Senhora do Desterro
    : Construída no final do século XVII e abriga às imagens de Nossa Senhora do Desterro, São Benedito e Senhora Santana, todas do Século XVII.
    Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias
    : Data do Século XVIII, esta igreja permanecei a aldeia Jesuíta de Nossa Senhora da Purificação.
    Igreja de Nossa Senhora do Amparo: Construção do século XVII tem como destaque os azulejos com a imagem de Nossa Senhora da Assunção.
  • Bumba-meu-boi: A dança folclórica em que a figura central, traz na cabeça um cesto de flores e possui um estandarte para que as pessoas coloquem dinheiro.
  • Burrinhas: Representação que tem como centro figura central um burrico, onde os participantes que ficam a sua volta tocam pandeiro e outros instrumentos.
  • Dança do Pau de fita: Dança que representa a colheita e o plantio em que os casais participantes dançam e cruzam fitas coloridas em volta do pau.
  • Maculelê: Grupo originado da roda de capoeira onde os escravos dançavam para comemorar a boa colheita de cana.
  • Quadrilhas: Grupo típico da festa de São João.
  • Baianas: Grupo de mulheres que se vestem com trajes de baianas e saem cantando o Samba de Roda.
  • Esmola de São Benedito: Grupo de pessoas que saem às ruas e passam de casa em casa pedindo esmola para a igreja em nome de São Benedito.

Gastronomia: Frutos do mar, doces de fruta da região (cacau, coco, cupuaçu, banana) e um doce chamado Moda Puxa, feito com rapadura, gengibre e farinha.

Close