A força da mulher em destaque no III Encontro de Cidadania na Comunidade do Orobó

A força da mulher em destaque no III Encontro de Cidadania na Comunidade do Orobó

A força da mulher em destaque no III Encontro de Cidadania na Comunidade do Orobó

O mês de março é marcado pelas comemorações e reafirmação da importância e da luta das mulheres por espaço na sociedade. Mais precisamente, o dia 08 é oficialmente definido como Dia Internacional das Mulheres, pelo fato de neste dia, no ano de 1857, mais de 100 mulheres terem sido mortas por estarem lutando por seus direitos trabalhistas. Ainda que haja muitas conquistas a serem desbravadas, as mulheres já conseguiram provar sua capacidade de atuar nos mais diversos seguimentos com qualidade e profissionalismo.
O IDES apoia a bandeira da igualdade e reconhece a força e importância das mulheres no processo de desenvolvimento, por isso, vem realizando desde o ano de 2014 o Projeto Inclusão Digital e Cidadania para Mulheres Quilombolas, que tem por objetivo oferecer inclusão digital e cidadania para as mulheres, com uma metodologia adequada à realidade local e à identidade cultural da mulher quilombola, e neste mês de março (dia 17) realizou o III Encontro de Cidadania do projeto na comunidade quilombola do Orobó (Valença), com o tema “Saúde, trabalho, educação e identidade cultural”.
A programação do encontro transcorreu com um bate papo com as mulheres sobre saúde e prevenção de problemas ergonômicos, para que tenham uma postura adequada ao utilizar o computador, dirigida por José Eduardo Normandia (Presidente do IDES). Adelaide Ribeiro realizou uma palestra com o tema central, explanando sobre a importância da higiene do corpo, autoestima da mulher, comportamento, maneiras de expressão e sentimentos.
Fawaz Abdel (coordenador pedagógico do projeto), com muito dinamismo levou para o encontro uma série de assuntos que fazem parte do cotidiano das mulheres e compõem a magia de sua comunidade, como as manifestações culturais local, costumes dos povos, a medicina caseira de acordo com o conhecimento popular, o cotidiano das pessoas que vivem na zona rural e urbana e, o sustento da família.
Manoel Cosme, presidente da associação local, falou agradeceu e manifestou seu sentimento com a realização do projeto. “Em nome da APPRUMO, agradeço a equipe do IDES por estar nos dando esta oportunidade de curso para mulheres aqui na própria comunidade do Orobó e que elas possam ensinar aos homens a manusear o computador. “Também estou muito feliz por saber que este curso, através de seu professor técnico e equipe do projeto, capacitará 10 jovens para que eles possam ser multiplicadores e dar continuidade ao projeto aqui na comunidade”, destacou Manoel Cosme, presidente da associação local.
O terceiro encontro foi encerrado com apresentação das atividades criadas pelas alunas no PowerPoint, sobre os produtos agrícolas da comunidade. Este projeto tem o investimento da SEPPIR e o apoio da APPRUMO.

Close